Dirigentes do IFRR sensibilizam parlamentares sobre a situação do contingenciamento

por Bruna Dionísio Castelo Branco publicado 24/05/2019 17h45, última modificação 27/05/2019 15h06
Esse foi o segundo encontro com parlamentares federais realizado pelo instituto com o objetivo de sensibilizá-los sobre o efeito do contingenciamento de recursos nas ações de funcionamento, investimento e capacitação

A reitora do Instituto Federal de Roraima (IFRR), Sandra Mara Dias Botelho, os pró-reitores e os cinco diretores-gerais de unidades da instituição estiveram reunidos, na manhã desta sexta-feira, 24, com o senador Telmário Mota (PROS). O encontro ocorreu na sala de reuniões da Reitoria, no Bairro Calungá.

Esse foi o segundo encontro com parlamentares federais realizado pelo instituto com o objetivo de sensibilizá-los sobre o efeito do contingenciamento de recursos nas ações de funcionamento, investimento e capacitação. Os primeiros a se reunir com os dirigentes do IFRR foram o senador Mecias de Jesus (PRB) e o deputado federal Jonathan de Jesus (PRB).

Ao convidar os parlamentares roraimenses, a reitora do IFRR, Sandra Mara, explicou que as comunidades interna e externa ainda não conseguem entender o cálculo que está sendo feito em relação aos percentuais de contingenciamento, que afetam diretamente as ações em todas as unidades, e acabam ficando confusas com os números.

Reunião com Senador Telmário contou com a presença também de Pró-reitores e Diretores dos campi
Reunião com senador Telmário contou com a presença também de pró-reitores e diretores dos campi

Durante o encontro, foram apresentados os dados do orçamento do IFRR, que teve nas despesas discricionárias o bloqueio de 36% nas ações de funcionamento, investimento e capacitação. Apesar de ter sido anunciado que o decreto não atingiria a assistência estudantil diretamente, os bloqueios acabaram afetando-a, visto que as visitas técnicas (de professores e alunos) e o pagamento de diárias e passagens foram atingidos.

“E, quando nós trazemos os parlamentares para que sejam as nossas falas no Congresso Nacional, a nossa visão, apresentando-lhes a planilha de custos que temos, associada ainda ao custo amazônico, que é bastante diferente do resto do País, conseguimos mostrar a importância, para nós, do apoio deles, como representantes do estado”, disse Sandra Mara.

Na avaliação da reitora, a reunião foi muito importante, visto que abriu espaço para os diretores-gerais fazerem a defesa dos seus campi e para os gestores da Reitoria defenderem a instituição como um todo. Ela reforçou a necessidade de conseguir o apoio dos deputados e dos senadores. “Se não tivermos o apoio em relação a esse contingenciamento, o instituto não terá condição de funcionar além de setembro”, comentou, lembrando a situação do Campus Novo Paraíso, que, em razão dos ‘cortes’ na assistência estudantil, é provável que não consiga iniciar o segundo semestre.

O senador Telmário Mota disse ter ficado impressionado com os números apresentados e que saía da reunião convicto de que todos precisam lutar pela manutenção dos institutos, que são fundamentais, não só para melhorar a qualidade de vida do povo, proporcionando ensino de qualidade, como também para ajudar o Estado em geral. “Estou levando esse sentimento de defender os institutos em todos os seus aspectos”, afirmou.

Senador comprometeu-se a sensibilizar a bancada federal para destinação de recursos ao IFRR
Senador se comprometeu a sensibilizar a bancada federal para destinação de recursos ao IFRR

Telmário, que, junto com a ex-senadora Angela Portela, alocou recursos por meio de emenda parlamentar para a construção de mais dois alojamentos no Campus Amajari, pediu à reitora que sejam encaminhados todos os dados apresentados. A intenção é sensibilizar a bancada federal para a destinação de recursos mediante emendas impositivas.  “Então, vou levar [a demanda] para que agora, em outubro, quando for definir o orçamento impositivo de bancada, a gente possa colocar aquelas que realmente cheguem aos institutos”, frisou.

FRENTE PARLAMENTAR – Outro ponto abordado pela reitora, durante a reunião, foi sobre a Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Institutos Federais. Criada em 2017, por iniciativa do deputado federal Reginaldo Lopes, de Minas Gerais, em maio deste ano o grupo parlamentar tomou corpo depois dos bloqueios de recursos. Com relação ao assunto, o senador Telmário assegurou que vai pedir a inclusão do nome dele na comissão e que vai participar efetivamente cobrando as necessidades dos IFs.

 

Rebeca Lopes
Fotos: Nenzinho Soares
Ascom/Reitoria
24/5/19
 

 

 

« Setembro 2019 »
month-9
Se Te Qu Qu Se Sa Do
26 27 28 29 30 31 1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 1 2 3 4 5 6